segunda-feira, 7 de março de 2016

Resenha: Red Hill - Jamie McGuire

Verus Editora ♥  350 páginas ♥ 2015

Você sobreviveria a um apocalipse zumbi? Qual seria sua reação ao se ver da noite pro dia cercado pelo caos sem ter pra onde fugir? Você iria atrás de quem você ama ou seguiria sozinho?

Estas são algumas dúvidas que o livro já nos joga na cara logo de início.

Em uma sexta-feira, os Estados Unidos se veem tomados por um surto apocalíptico e através da narrativa de 3 personagens diferentes acompanhamos a trajetória de algumas pessoas que tentam a todo custo sobreviver.

Scarlet, uma técnica em radiologia que acompanhou o início do surto bem de perto dentro do hospital em que trabalha, precisa ir atrás de suas duas filhas que tinham ido passar o final de semana fora com o pai.

Scarlet não desistirá em nenhum minuto de tentar achar suas filhas, qualquer um que tentar impedi-la será tirado de seu caminho.

Nathan precisa salvar sua filhinha Zoe, já que sua mulher os abandonou deixando-os à própria sorte.

Por fim, conhecemos Miranda, uma jovem que acompanhada por sua irmã e seus respectivos namorados veem como sua única chance de salvação conseguir chegar até a casa de verão do seu Pai, um lugar afastado e de difícil acesso onde ficarão seguros, o rancho Red Hill.

Cada um dos três personagens principais tem sua estória bem desenvolvida no livro e a particularidade de cada uma delas é trabalhada sem pressa. É bem bacana ver os caminhos que a autora cria para que suas jornadas se entrelacem em um determinado ponto.

Nathan foi claramente o personagem principal que mais me cativou e os capítulos narrados por ele foram os meus favoritos.

A interação dele com sua filhinha Zoe é muito legal e vê-lo tentando criar uma realidade menos sofrida para ela é bem tocante. Aliás, a única coisa que me incomodou um pouco na trama deles foi o fato de que fiquei esperando a autora desenvolver melhor os problemas de Zoe, que a todo momento parecia que entraria em colapso, mas são ameaças que se desfazem durante a leitura e nunca ficamos sabendo claramente qual era o problema da menina.

Scarlet é uma personagem que comecei gostando bastante, no início do livro durante o desespero inicial pela sobrevivência ela foi quem mais se destacou, mas depois só passei raiva com suas atitudes muitas vezes egoístas e sem sentido.

Miranda também é uma personagem que estava sendo bem desenvolvida até o momento em que conseguiu chegar em Rede Hill, a partir daí, parece que a autora transformou-a em uma adolescente mimada, o que tornou-a uma personagem sem muito sentido na estória.

Alguns dos personagens secundários eram muito mais interessantes que ela, como Skeeter, cunhado de Nathan que tem um papel bem interessante no livro.

Embora eu prefira livros que tenham uma pegada de terror bem mais pesada, gostei da forma que a autora escolheu para abordar o tema, o enfoque na parte mais humana dos personagens foi interessante, mas esperava que suas tramas fossem desenvolvidas de uma forma bem diferente das escolhidas pela autora.

No final do livro tudo parece que se torna um YA bobo, ela tenta criar romances de uma hora pra outra, quando você quer é ver aonde toda aquela loucura pela sobrevivência vai levar.

A parte romântica não me convenceu e quando alguns personagens específicos morrem fiquei até meio alegre por finalmente acabar o mimimi.

O final não me agradou, parece que comecei o livro de forma eletrizante e super dinâmica e acabei-o pensando: “Que M.... é esta que está acontecendo?”.

A edição do livro está muito bem feita, adorei a capa, os capítulos são bem distribuídos e não ficam cansativos, as páginas são amareladas com a fonte boa.

Vou querer ler os próximos livros porque quero acreditar que as escolhas finais sem sentido dos personagens serão mais bem trabalhadas lá na frente.


Red Hill é um livro bom se você não curte muito terror e quer se arriscar a começar a ler algo do gênero, mas se você curte uma boa matança sem medo de algo mais pesado são grandes as chances de você achá-lo bobo e sem graça. 

Comente com o Facebook:

11 comentários:

  1. Oi Alice !! Tudo bem ??
    Eu gosto bastante de livros que possuem terror e suspense em suas páginas !! E apesar desse ser mais "bobo" nesse sentido ainda fiquei com vontade de ler ! rsrs Talvez seja por gostar bastante do tema apocalíptico e de zumbis hehe
    Bjim

    Paty
    blogpatyrezende.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é um livro legal, só não da pra esperar muito terror pra não se decepcionar.
      Beijinhos

      Excluir
  2. Oii Alice

    Não sabia que Red Hill era uma série, jurava que era autoconclusivo. Enfim... tenho curiosidade em ler algo dessa autora e aposto justamente nesse pq acho legal um terror mais leve e esse livro é diferente do que a autora geralmente escreve então gostaria de ver que tal fica a autora num gênero mais diferente.
    Apesar do romance não convencer, a resenha sim me convenceu a ler...rsrs

    Beijokas

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  3. Oi Alice!

    Ao contrário de você eu não curto muito terror mais pesado, eu sou medrosa demais pra isso rsrsrs Gostei que seja mais leve, talvez eu realmente comece por ele rsrsrs

    Bjs, Michele

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Puts, que premissa maravilhosa!!
    Sou medrosa, mas acho que esse eu leria sim!

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  5. Oi Lice!
    Adorei suas fotos na natureza. Desde quando ganhei o marcador desse livro fiquei curioso apesar de perceber agora, com sua resenha, que se trata de uma história com zumbis e sou um pouco resistente a isso.
    Gostei da resenha, me deixou ainda mais curioso.

    Bjux.
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Alice!
    Primeiramente: SOCORRO QUE FOTO MARAVILHOSA *-* Sou fã da autora e a estória também chamou minha atenção. Pelo visto não é aquele terror todo, mas é uma boa estória. Pretendo ler logo. Uma pena a autora ter se perdido um pouco nos romances forçados :/ Arrasou na resenha!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Alice,

    Acho que esse seria um bom livro pra começar e tentar perder o medo. HAHAAHAHHA Sou medrosa pra algumas coisas. Fiquei bem curiosa!
    Adorei a resenha.

    Beijos!

    Cintia
    http://www.devaneiosdeumacindy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi :D
    Nossa, que triste não ter te agradado.
    Tenho vontade de ler esse livro mas não sei quando.


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oii, Alice!

    Então o livro faz parte de uma série? Aqui entre nós, não aguento mais tantas séries nesse mundo literário, de verdade. Comecei sua resenha super empolgada e já querendo ler o livro e terminei a resenha com um dúvida se coloco ou não o livro na minha lista de leituras. Tenho até curiosidade de ler um dos livros New Adult da autora e depois esse Thriler, gosto de ver as pessoas se superando na escrita e acredito que isso tenha acontecido com a autora.

    Beijo!
    apenasumaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oie! Eu, medrosa que sou, não me arrisquei nessa leitura, mas já tinha ouvido os amantes do terror falarem que era meio bobinho mesmo.
    No começo da sua resenha achei que você tinha amado, mas depois acho que você desempolgou... isso deve ter acontecido na sua leitura, porque foi o que senti da sua resenha! :)
    Bjs*.*
    MaH

    O que disse, Alice?

    ResponderExcluir