sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

[SORTEIO] Natal Literário 2016

Olá, Gente!

Cá estamos nós novamente em Dezembro e junto dele chegou nosso segundo Natal Literário!!

Será um sorteio incrível com uma galera amiga que juntou-se para que os presentes fossem muito bacanas!

São três kits lacradores, tenho certeza que vocês vão adorar!

Bora conferir!!!







LEIAM O REGULAMENTO COM ATENÇÃO:
  • As inscrições para o sorteio terão início dia 01/12/2016 e terminarão dia 31/12/2016.
  • Os participantes devem ter endereço de entrega válido em território nacional.
  • Os participantes devem preencher todas as regras obrigatórias do formulário Rafflecopter.
  • Quando todas as regras obrigatórias forem preenchidas, o formulário Rafflecopter irá abrir as regras opcionais, ou seja, você preenche se quiser e quantas quiser. Mas é bom lembrar que quanto mais opções você preencher, mais vezes seu nome entrará no sorteio e maischances você terá de ganhar!
  • Na opção “visite a página” é necessário CURTIR a mesma.
  • O sorteio será realizado no dia 01/01/2017 e os vencedores serão anunciados em até sete dias.
  • Os vencedores terão 48 horas para responder o email de contato. Se não houver resposta, outro sorteio será realizado.
  • Cada blogueiro participante terá até 45 dias úteis para enviar o seu respectivo prêmio aos ganhadores.
  • Os participantes ficam cientes, no momento da inscrição, que os prêmios serão enviados por pessoas diferentes e em dias diferentes. Sendo assim, o recebimento de todos os prêmios não será no mesmo dia, e sim ao longo dos 45 dias úteis estipulados acima.
  • Os blogueiros não se responsabilizam por extravios, danos e perdas por parte dos Correios.
  • Casos omissos no regulamento deverão ser tratados diretamente com os organizadores.
Nas entradas há a opção “seguir no GFC”. Caso você não saiba, GFC é aquela caixinha cheia de carinhas que geralmente fica na coluna direita dos blog! 


Blogs participantes:

Tamires – Meu Epílogo → Lembrança – A Mediadora + Marcadores
Luiza – Balaio de Babados → O Presente do Meu Grande Amor
Diego – Vida e Letras → Monalisa Desenhando a Morte
Alice – Wonderbooks da Alice → Primeiro Amor
Ana Luiza – Entre Páginas → Tons de Desejo / O Sétimo Filho + Marcadores
Gislaine – Profissão Escritor → Se Eu Fosse a Cinderela
Silvana – Prefácio → Vale-compra da Saraiva no valor de R$30,00
Bárbara – Versos e Notas → A História de Nós Dois + Marcadores
Denise – Momento Crivelli → Lembrança – A Mediadora + Marcadores
Fernanda – Mato por Livros → Anseio
Carolina – A Colecionadora de Histórias → Os Imortais
Aline – Leituras, Vida & Paixões → A Perversa
Marina – O que disse, Alice? → A Garota do Calendário Janeiro / Fevereiro + Marcadores
Jaci – O Que Tem na Nossa Estante → Confissões de uma Garota Excluída, Mal-amada e (um pouco) Dramática
Julyana – Sintonia Literária → Para Onde Ela Foi


Boa sorte, gente linda!!

Beijinhos,

♥ Alice ♥

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Estreias cinematográficas imperdíveis no segundo semestre de 2016

Oi, gente!

Sei que estou um pouco atrasada com a parte 2 da minha lista de filmes mais aguardados do ano (clique aqui pra ver a primeira parte), mas aqui estão minhas apostas e esperanças de filmes que eu mais quero assistir nos meses que ainda estão por vir em 2016!

Assisti a TODOS os filmes da primeira lista, e meu favorito dentre eles foi “Como eu era antes de você”, o que não foi uma surpresa, já que apenas vendo os trailers eu quase tinha um treco de tanta emoção.

Ahh, não posso deixar de comentar sobre Esquadrão Suicida que sim, era o filme mais esperado dentre os mais esperados do ano por mim, mas como achei-o meio decepcionante, prefiro ignorar a situação e não farei post sobre isso. Kkk

Vamos à listinha?
                                                                

     
     Quando as luzes se apagam


Estreia desta semana 19/08 já estaria na minha lista por ser terror, mas realmente curti muito o trailer e estou bem esperançosa. Terror é meu gênero favorito de filme!















  
12 horas para sobreviver: o ano da eleição (série The Purge) - setembro/2016


Curto muito a série “The Purge”, ou como é também conhecida “Uma noite de crime”.

Já pensou em uma noite no ano em que qualquer crime que você quisesse cometer seria permitido? Assassinatos, roubos...pois esta é a premissa desta série!

Bem apavorante!







   
 

            O sono da morte - setembro/2016


Outro terrorzinho com o ator mirim fofura que fez “O quarto de Jack”.

Um menininho que consegue fazer seus sonhos se tornarem literalmente realidade...muito legal né,seria, se ele não tivesse também terríveis pesadelos!

Adorei o trailer, acho que vai ser bacana!










Bruxa de Blair - setembro/2016


Ok, aqui tenho um sério receio de fazerem ma nhaca mexendo em filme clássico que eu gosto pra caramba, mas vai ser impossível resistir a curiosidade de assisti-lo.














O bebê de Bridget Jones - setembro/2016


Nossa amada Bridget está de volta e estou animadíssima em poder voltar a este universo depois de tantos anos! Risadas garantidas!















O lar das crianças peculiares - setembro/2016


Adaptação literária do livro que comprei porque ache lindo e nunca consegui terminar de ler porque achei chato. 

Tim Burton, please, me faça querer voltar a lê-lo e não abandona-lo de vez.












Animais fantásticos e onde habitam - novembro/2016


Talvez o mais aguardado desta segunda lista é este lindo que por infortúnio, é o que mais demorará a ser lançado.
Não preciso nem citar motivos em querer vê-lo né?











E então, gostaram das minhas escolhas?

Me contem aí quais são os seus filmes mais esperados para este segundo semestre, talvez eu os adicione a minha humilde listinha :)

Beijinhos,

♥Alice♥

domingo, 7 de agosto de 2016

Resenha: Encrenca - Non Pratt

Verus Editora♥308 páginas♥2016

Encrenca é um livro voltado para o público jovem e aborda várias problemáticas adolescentes em uma leitura leve e gostosa de se fazer.

Hannah é uma menina de 15 anos ainda no período escolar que se vê em um impasse grande demais para saber como lidar: ela engravida e decide não contar pra ninguém quem é o pai de seu bebê.

Como Hannah era conhecida por “namorar” muitos caras ao mesmo tempo, logo sua situação vira bullying, seja de outras garotas que tentam fazê-la sentir-se uma vagabunga, ou pelos meninos, que não perdem a chance de magoá-la, alguns deles, aliás, com medo de ser o pai da criança.

Quando Hannah se vê completamente sozinha e abandonada até mesmo por Kate, sua melhor amiga, ela descobre em Aaron Tyler um tipo de amizade que ela nem imaginava que poderia existir.

Além de estar sempre ao seu lado, Aaron decide assumir a paternidade do bebê de Hannah, mesmo nunca tendo tido nenhum tipo de envolvimento com ela.

Aaron carrega uma culpa muito grande em seu coração de um trágico acontecimento em seu passado, do qual ele nunca conseguiu se perdoar.

A dúvida que fica é, quais serão os motivos de Aaron aceitar tamanha responsabilidade e enfrentar um desafio desses? Será que ele realmente só está querendo ajudar uma garota totalmente perdida, ou ele mesmo, o garoto novo na escola que parece ter muito a esconder, está usando esta situação para tentar fugir de seus próprios problemas?

O livro nos traz dois protagonistas problemáticos que de uma hora pra outra precisam lidar com assuntos e perdas muito dolorosas para alguém tão novo, encontrando um no outro o apoio que precisam para seguir em frente, nascendo a partir daí um lindo sentimento de cuidado, afeto e amizade.

O livro é narrado em primeira pessoa sendo intercalado entre Hannah e Aaron, nos possibilitando assim, acompanhar melhor seus próprios dramas até o ponto onde seus caminhos acabam se cruzando.

A narrativa é fluida e fácil, o enredo se mantém linear durante todo o livro, sem muitas reviravoltas, o único ponto talvez um pouco mais dramático foi o momento da descoberta de quem era o pai do bebê, mas não foi uma surpresa, ao longo da leitura eu já tinha desconfiado dele.

No final da leitura pude concluir que eu claramente não sou o público alvo do livro, mas achei-o incrível para adolescentes que certamente se identificarão em vários momentos e situações da estória.

Indico Encrenca para um público mais adolescente, podendo agradar também quem curte YA, pois a autora conseguiu escrever sobre assuntos bem polêmicos de uma forma bem balanceada inserindo várias situações divertidas e leves no meio do que seria apenas um drama.

Beijinhos,

 ♥Alice ♥

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Tag: 50%

Volteeeei!

Demorei, mas não abandonei o bloguinho não, aqui estoy jo e voltando com uma tag muito bacaninha!
A "Tag 50%" consiste em dizer algumas escolhas que você mais gostou ou menos gostou em algumas categorias dentre as leituras feitas por você até a metade do ano.

Espero que gostem da minha seleção de livros para a tag e mais uma vez, 1000 desculpas por ter ficado tanto tempo longe daqui, minha intenção nunca foi abandonar o blog, mas acho que todos nós passamos por momentos difíceis na vida onde devemos priorizar alguns aspectos específicos em nossas vidas e eu estava precisando muito cuidar da minha saúde e do meu bem estar neste momento.

Agora vamos às minhas escolhas!!



1- O melhor livro que você leu até agora, em 2016



Há muito tempo um livro não me deixava tão angustiada quanto Caixa de Pássaros me deixou. Definitivamente um suspense que consegue me tirar o fôlego até hoje quando penso na estória. Amei!


2- A melhor continuação que você leu até agora





Graças às Deusas da literatura, A Coroa matou a pau e compensou o fiasco que foi pra mim a leitura de A Herdeira.

Confesso que estava com o pé atrás, morrendo de medo que a Autora estivesse tomando um caminho que não me agradava nem um pouco, mas ela conseguiu fechar com chave de ouro a minha amada série "A Seleção".










3- Um lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito



Finalmente titia Sylvia Day resolveu parar de torturar suas pobres leitoras e finalizou a série Crossfire.

Adorava a série quando foi lançada, mas era tanta espera pelas sequências que fui desanimando, perdendo o encanto e pegando uma birra danada pela autora.

Já comprei o último volume, quero MUITO saber o final, mas antes disso precisarei reler no mínimo os 2 livros anteriores a este, pq esqueci de muitos acontecimentos, aliás, da maioria deles.

Peguei trauma de comprar séries que ainda não tenham sido finalizadas por causa de Crossfire, preciso finalizar esta etapa na minha vida para seguir em frente feliz! kkkkk




4- O livro mais aguardado do segundo semestre






Adoro a escrita da Gillian Flynn e pretendo ler tudo que esta criaturinha escrever, somando isso ao fato de a premissa do livro ser incrível e ter me deixado curiosíssima, "O Adulto" já está na wishlist com lugar garantidíssimo na estante.



5- O livro que mais te decepcionou este ano



Amo a série Runaway Train desde antes de ser lançada no Brasil, li o primeiro livro ainda em inglês acho que em 2012 e os livros que vieram na sequência nunca deixaram a desejar em relação ao primeiro. Pelo menos até agora.

Cordas do Coração não tem uma trama boa que o sustente, pouco drama e pouco romance para muitas cenas de sexo sem sentido e muito mal inseridas no contexto.

Prefiro deletar da memória que ele existiu e pensar só nos livros bons, já que cada um é focado na estória de um personagem específico do primeiro livro, não é exatamente uma sequência.







6- O livro que mais te surpreendeu este ano





Não adianta, no quesito surpresa ninguém consegue bater a Diva Colleen, meu bem!

November 9 foi o melhor livro que já li dela? Não, não foi.

Mas então, pq ele está aqui? Pq mesmo ele não sendo meu favorito ( meus xodós são Um caso perdido e Talvez um dia), continua sendo um livro muito bom e completamente surpreendente, a infalível reviravolta chocante que a autora é especialista está presente e muito bem feita, aliás.









7- Novo Autor Favorito (Que lançou seu primeiro livro nesse primeiro semestre ou que você tenha conhecido nesse período)




Josh Malerman, autor de "Caixa de Pássaros", certamente!

Por todos os motivos da minha escolha de livro favorito (olhá lá no número 1), estou de olho e aguardando ansiosamente futuros lançamentos deste autor que me pirou o cabeção!








8- A sua quedinha por personagem fictício mais recente







Sr, Daniels me arrancou vários suspiros durante a leitura, geralmente costumo "me apaixonar" pelos bad boys, mas Daniel roubou meu coração.












9- Seu personagem favorito mais recente




Eikko/Erik me conquistou já no livro "A Herdeira", mas durante a leitura de "A Coroa" foi que não tive dúvidas do quanto eu o adoro.











10- Um livro que te deixou feliz neste primeiro semestre





Escolha fácil essa, nenhum livro me deixou mais feliz e saltitante que "P.S: Ainda amo você".

A continuação de "Para todos os garotos que já amei", consegue ser tão fofa quanto o primeiro livro, com um romance que aquece o coração e te deixa com um sorriso bobo no rosto.










11- Um livro que te fez chorar neste primeiro semestre






Me fez chorar copiosamente aliás, com muito soluço e drama envolvido.

Tive que parar a leitura várias vezes para ir tomar uma aguinha, dar uma respirada, lavar o rosto e ter coragem de retomar a sofrência, ops, leitura.

Lindo, amei...mas morri chorando.










12- Melhor adaptação literária que você assistiu até agora



Meu amado "Como eu era antes de você" está aqui, com muito orgulho!

Digo isso pq é muito assustador ao mesmo tempo que é muito emocionante a expectativa de vermos nas telonas uma adaptação de um livro que amamos muito, mas o filme fez jus ao livro e saí do cinema completamente feliz e satisfeita com o resultado.


13- Qual sua resenha favorita deste primeiro semestre


Minha resenha favorita é quase sempre a última que postei, por isso, fico com "O primeiro último beijo".


14- O livro mais bonito que você comprou ou ganhou nesse ano





Ganhei da minha Mãe esta linda edição de capa dura AND espelhada de "Alice através do espelho".

Minha mãe tem esta mania maravilhosa de que toda vez que encontra por acaso alguma edição diferente de Alice nas livrarias me dá de presente, já virou uma brincadeira muito fofa e especial para nós duas.

A edição inteira é maravilhosa, um presentão!








15- Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano


1- A hora das Bruxas I e II - Anne Rice

2- Doutor Sono - Stephen King

3- Procura-se um Marido - Carina Rissi


P.s: obviamente a lista é muuuito mais extensa, mas vou parar por aqui! kkk



Espero que tenham gostado das minhas escolhas, se partilham de alguma delas me contem aí, seeempre adoro nossa "troca de figurinhas" nos comentários!

Beijinhos,

Alice

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Resenha: O primeiro último beijo - Ali Harris

Verus Editora ♥ 448 páginas ♥ 2016

"Você pode me fazer uma favor? 
Quebre uma regra hoje, enlouqueça, viva o momento. 
Abra seu coração. Depois, abra mais um pouco.
Ame muito, ame mais ainda. Não tenha medo de se expressar, de gritar, de ser ouvido. Diga EU TE AMO.
Aposte todas as fichas. Aposte todas as fichas no amor. Por mim. Porque eu não fiz isso. E agora não posso mais. 
Isso é tudo. 
(Mas não é o suficiente).







 Histórias que falam de amor sempre serão minhas favoritas.


Amores verdadeiros, mas não necessariamente perfeitos, que em suas imperfeições e peculiaridades criam laços belos e eternos, fazendo com que sua trajetória, tendo ela um final feliz ou não, tenha valido a pena.

Assim sempre foi o amor de Molly e Ryan.

Os dois se conheceram muito jovens ainda na escola, mas desde aquela época, Ryan, o “garoto de ouro” da cidade,atleta, educado, rico e lindo, sempre soube que Molly, a menina esquisita que não gostava muito de socializar e parecia sempre se esconder atrás de sua câmera fotográfica, era o amor de sua vida.

Começamos o livro nos dias atuais e nos deparamos com uma Molly já adulta, com 33 anos, fotógrafa bem sucedida, empacotando sua mudança para o que parece ser muito mais do que uma troca de endereço, e sim, uma grande mudança de vida. Sabemos que algo muito marcante está acontecendo, mas o que é de fato, só saberemos mais no final do livro. Vou explicar.

A estória é narrada em primeira pessoa pela protagonista em duas linhas de tempo, passado e presente, e dentro do passado, temos momentos distintos da vida de Molly.

Se em um capítulo estamos vendo sua dificuldade em dizer adeus à vida que levava e empacotar sua mudança, no capítulo seguinte acompanhamos os anos escolares dela, sem nenhuma ordem cronológica, entende? Isso por um lado me deixou bastante confusa na maior parte do livro, mas, por outro lado, ajudou a manter a curiosidade sobre o que estava acontecendo atualmente em sua vida.

Molly é uma personagem muito bem desenvolvida, tem grandes sonhos e gosta muito de traçar metas para alcança-los. Ela vive ciclos de grandes mudanças dos seus 15 até os 33 anos (que são seus anos de vida contados no livro), mas algo que parece ser a única constante em sua vida durante todo esse tempo é Ryan.

O garoto que tinha tudo para ser apenas o cara que ela deu seu primeiro (e desastroso) beijo, parece sempre encontrar um jeito de entrar em sua vida e cruzar seu caminho, até que seja inevitável que eles decidam traçar o mesmo caminho juntos.

O livro nos mostra os erros e acertos que ambos cometem em seu relacionamento e como eles os encaram.



Ao mesmo tempo em que é muito claro que o amor que os une é puro e verdadeiro, muitas vezes isto não é o bastante, a convivência no dia a dia pode ser algo desgastante que gera dúvidas cruéis sobre suas escolhas.

Molly e Ryan tem personalidades muito diferentes, ela é uma garota ambiciosa e gosta de ser independente, Ryan é mais acomodado e não vê nada de errado em ter como plano de vida ser um simples professor em uma cidade pequena, contanto que esteja sempre perto de sua família e de todos que ama.

Mas isso não é o bastante para Molly, nunca foi.

Ela quer ver o mundo, viver experiências únicas, sempre sente que está faltando alguma coisa em sua vida.

E é exatamente neste ponto, onde pessoas tão diferentes que se amam tanto tem que lutar ano após ano para encontrar uma forma de driblar estas diferenças, conseguir conciliar vontades distintas ou então abrir mão de algo, que está a beleza da estória.

“Aprendi que fazer concessões é o que une as pessoas. Ceder é partilhar e conciliar, é ser gentil, amoroso e altruísta. É abrir os braços para outra pessoa e dar um passo até o meio do caminho entre o que você quer e o que a outra pessoa deseja e sonha.”

Mas o que vale mais? Você abriria mão dos seus sonhos? Deixaria o amor de a sua vida ir embora por não achar que isso é o bastante?

A palavra que define o livro inteiro é Amor, sem dúvida.

O amor romântico e benevolente de Ryan, o amor apaixonado e cheio de dúvidas de Molly, o amor fraterno que em muitos momentos são nossa tábua de salvação na vida, o amor entre amigos que ultrapassa a barreira do tempo e dos desentendimentos, enfim, AMOR de todas as formas.

Me identifiquei muito com Ryan e sua maneira de agir diante de determinadas situações, o que me fez ter momentos de indignação e extrema antipatia por Molly quando ela tomava atitudes que para mim eram absurdamente erradas e egoístas, mas chegou um momento em que passei a entendê-la um pouco mais e ver o quanto estas diferenças tornava-os tão completos e certos um para o outro.

A cada capítulo que passava me doía saber que por algum motivo ela e Ryan não estavam mais juntos, procurei nas entrelinhas por pistas que não encontrei, frases que “entregassem” um pouco mais sobre os dias atuais deles e o motivo de Molly estar sozinha e se referir a Ryan somente no passado, mas foi tudo sem sucesso, o mistério é mantido até lá pelas últimas cento e poucas paginas do livro. E aí, minha gente...foi só choro.

Sofri tanto, mas tanto com o final da leitura, que eu precisava parar, respirar fundo, ir até a cozinha tomar água e tentar assimilar e aceitar tudo que estava acontecendo.

O primeiro último beijo é muito mais do que um livro bonito (aliás, que edição maravilhosa, a capa é apaixonante) e muito bem escrito, é uma lição de vida.

A autora conseguiu com extrema delicadeza, mas de forma muito intensa me fazer refletir sobre o perdão, o valor da família em nossas vidas, o quanto muitas vezes focamos em objetivos altos e muito a frente e deixamos de viver momentos da felicidade no “aqui e agora” e o quanto isso pode nos fazer falta um dia.

Um livro recheado de personagens muito reais que agem de forma muito humana e realista, errando, acertando, amando, sentindo ciúmes, inveja, raiva, alegria,medo e uma trama principal recheada com uma dose certeira de melancolia e drama, fizeram O primeiro último beijo já entrar para a lista dos favoritos do ano, quiçá da vida.

Muito obrigada a Verus Editora por me confiar uma estória tão linda para ser lida e contada aqui pra vocês, foi uma grata surpresa que me fez muito feliz.

Espero que tenham curtido a resenha, façam um favorzão a vocês mesmos e LEIAM este livro, tocará seus corações de uma forma muito especial, eu garanto!


Beijinhos,

♥Alice♥