terça-feira, 14 de julho de 2015

Resenha: A Casa Assombrada - John Boyne #MLI2015

Aqui estou eu, com a resenha do segundo livro lido na Maratona Literária de Inverno!


Estou muito feliz até agora por ter escolhido leituras que estou adorando para a maratona!

Mas, vamos ao que interessa, 

A Casa Assombrada!



Título Original: This House is Haunted

Título Nacional: A Casa Assombrada

Autor: John Boyne

Editora: Companhia Das Letras

Páginas: 296 páginas

Ano: 2015


Sinopse: Eliza Caine tem 21 anos e acaba de perder o pai. Totalmente sozinha e sem dinheiro suficiente para pagar o aluguel na cidade, ela se depara com o anúncio de um tal H. Bennet. Ele busca uma governanta para se dedicar aos cuidados e à educação das crianças de Gaudlin Hall, uma propriedade no condado de Norfolk – sem, no entanto, mencionar quantas são, quantos anos têm ou dar quaisquer outras explicações. Assim, ela larga o emprego de professora numa escola para meninas e ruma para o interior.
Chegando a Gaudlin Hall, Eliza se surpreende ao encontrar apenas Isabella, uma menina que parece inteligente demais para sua idade, e Eustace, seu adorável irmão de oito anos. Os pais das crianças não estão lá. Não se veem criados. Ela logo constata que não há nenhum outro adulto na propriedade, e a identidade de H. Bennet permanece um mistério.
A governanta recém-contratada busca informações com as pessoas do vilarejo, mas todos a evitam. Nesse meio tempo, fica intrigada com janelas que se fecham sem explicação, cortinas que se movem sozinhas e ventos desproporcionais soprando pela propriedade. E então coisas realmente assustadoras começam a acontecer.


Quem acompanha o blog sabe que sou uma grande fã de terror. Assisto a todos os filmes do gênero, mesmo os mais ruinzinhos que acabam fatalmente sendo mais engraçados do que assustadores. Dou pulinhos de alegria toda vez que algum livro de terror é lançado, então vocês podem imaginar a alegria que fiquei quando descobri A Casa Assombrada, com esta sinopse incrível e pra completar, um livro escrito por John Boyne, autor de “O menino do pijama listrado”, livro que eu adorei ler!

A sinopse já conta bastante sobre o enredo, e realmente não posso me aprofundar muito na trama para não perder a graça, então vou pincelar alguns acontecimentos dizendo a vocês minhas impressões, ok?


A história se passa no ano de 1867, e logo nas primeiras páginas Eliza Caine, nossa protagonista, se vê sozinha após o falecimento de seu pai, último parente vivo que lhe restava.

Sem saber o que fazer, Eliza deixa Londres, cidade onde vive, para tentar recomeçar sua vida em um lugar desconhecido, após aceitar o emprego de governanta que leu em um anúncio do jornal.

Logo que chega à propriedade de seus empregadores, Gaudlin Hall no condado de Norfolk, Eliza Caine percebe que existe alguma coisa errada com a família.

Quem a recepciona são as crianças, que além de estarem sozinhas naquela mansão, não se parecem em nada com as crianças “normais” que Eliza convivia sendo professora de uma escola.

Enquanto Isabella, a menina mais velha de 12 anos tem um comportamento sinistro de adulta, tanto em seu modo de falar quanto de se portar, Eustace, o caçula de 8 anos, parece um bichinho assustado e frágil, apesar de muito meigo.

Preciso mencionar aqui, que morro de medo de criancinhas em livros/filmes de terror, e neste caso não foi diferente!

 Isabella e Eustace são personagens perturbadores, que aparecem do nada nos cômodos da casa, estão sempre sussurrando e dizendo coisas que não fazem muito sentido ou seja você sabe que eles sabem que tem algo de muito errado na casa!

Uma das coisas que mais me atraiu durante a leitura foi o mistério que envolvia a família. 

Onde estavam os pais das crianças? Porque as deixariam sozinhas sob os cuidados de alguém que eles nem conheciam? E o pior, porque toda vez que Eliza Caine mencionava durante alguma conversa com moradores do condado que era a nova governanta das crianças, todos pareciam se apavorar e até fugir dela?

Eliza logo começará a entender, que as portas batendo sem nenhum vento, a sensação de que seus pés estão sendo puxados durante o sono, e acidentes domésticos que vão ocorrendo cada vez mais seguido com ela não são coincidências ou resultado de uma imaginação fértil. Alguém ou algo a quer fora daquela casa, e o mais importante, longe das crianças.
Meu gato Ozzy entrando no "clima" assustador do livro!

A história é narrada em primeira pessoa por Eliza, após um inicio um pouco difícil e morno, onde o autor foca mais em nos apresentar os personagens Eliza e seu Pai e nos ambientar na história, a leitura pega um ritmo incrível, em parte por ser bem escrita, mas também pelo fato de você querer descobrir os mistérios de Gaudlin Hall.

Eliza Caine é uma protagonista forte, decidida e curiosa, se mostra em muitos momentos ser uma garota “moderna” para alguém de 21 anos que vivia em uma época em que mulheres eram consideradas frágeis demais e sem inteligência suficiente para tomarem atitudes por si próprias.

A Casa Assombrada pode ser considerada sim, uma história um tanto clichê sobre fantasmas, mas os assuntos abordados vão muito além dos sustos.

Os personagens são muito bem construídos, os temas como luto, loucura e abuso infantil são inseridos na trama de uma forma que faz toda a história ficar mais completa.

O final é de arrepiar, fiquei desejando fortemente que esta história vire filme, seria incrível vê-la no cinema.

P.S: Vocês repararam que durante quase toda a resenha fiz questão de chamar a personagem principal pelo nome e sobrenome? Fiz isso por um único motivo, Isabella faz questão de sempre chamar a governanta de Eliza Caine, não somente Eliza, e isso, em certos momentos da história, é bem assustador!

Eu quase conseguia ouvir a voz da menina chamando “Eliza Caine! Eliza Caine!” enquanto lia, e isso foi incrível! Hehehe

Fica aqui a dica de um livro super bom para quem curte um mistério bem escrito correndo o risco de levar uns sustinhos durante a leitura.

Beijos

Comente com o Facebook:

25 comentários:

  1. Oi, Alice!!
    Que resenha incrível!!! To muito afim de ler esse livro! E essa foto do seu gato? Que perfeito *-*

    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É meu gato sim, lindo ele né!?
      Que bom que você gostou da resenha, fico feliz!
      Beijinhos Markus

      Excluir
  2. Oi, Alice! É bem interessante ver os autores ousando e arriscando. Acho que o John nunca tinha lançado um livro nesse estilo, né? E gostei de saber que ele se saiu bem com "A Casa Assombrada"! Espero ler o livro em breve. Parabéns pela resenha, ela ficou ótima! :)

    PS: Adorei a foto do seu gatinho com o livro! rs

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Tony, acho muito legal quando um autor consegue atingir tamanha versatilidade e ser bom em vários gêneros!
      Beijinhos

      Excluir
  3. A sim eu me lembro quando li esse livro, foi um espetáculo de ansiedade para saber o fim, para bens por sua resenha, eu sempre gostei do livro só nunca me enturmei bastante com a capa
    Abraços!!!

    www.pedrosanttos.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Alice,
    Que blog lindoo, lindo layout... amei Cheshire ♥

    Adorei a premissa desse livro, sua resenha me deixou animada.
    Gosto de estilo também e espero gostar!
    Ozzy lindo!

    Seguindo aqui :D

    bjs e tenha uma ótima terça
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou Nana!
      Farei uma visita no seu blog logo mais!
      Beijinhos

      Excluir
  5. Adoro seu amor por terror! rs
    Eu tenho mais restições para filmes do que para livros do gênero. E esse é um dos que eu tenho muita vontade de ler, por um motivo bem aprecido com o seu: amei "O menino do pijama listrado", e fico me perguntando como é que o autor desenvolveu uma história tão diferente da outra.... curiosidade!
    Adorei a resenha, falou na medida certa para não dar spoiller pros amiguinhos!rs
    Que bom que está gostando das leituras escolhidas para a maratona, amiga! Continue assim!

    Bjs
    MaH

    O que disse, Alice? - www.oquedissealice.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você conseguiria lê-lo tranquilo Mah, ele tem uma atmosfera sinistra, mas não é super apavorante!
      Beijinhos

      Excluir
  6. No meu caso eu não gosto de ver ou ler coisas de terror, mas as premissas me interessam! Achei bem curioso o autor ser o mesmo de O Menino do Pijama Listrado! Pena que tem um quê de clichê!

    Blog: Dei um Jeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é um terror leve Gi, e mesmo sendo um pouco clichê não atrapalha no todo da história.
      Beijinhos

      Excluir
  7. Adorei!
    Estou curiosa para ler esse livro, e sua resenha só meu atiçou mais rs
    Estou a um tempo procurando um livro de terror, não costumo ler esse gênero e queria começar...
    Já para filmes... sou uma medrosa rs
    Beijos
    Dri
    http://www.livrosleituraseleitores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dri!
      Acho que ele é uma bela escolha pra você ler algo do gênero, não é muito pesado e a história flui muito bem!
      Beijinhos

      Excluir
  8. Adorei sua resenha! Não conhecia o livro, mas acho que ficaria com medo hehe.
    Fiquei apaixonada pelo Ozzy... melhor companhia de todas!!!


    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostaste Tati!
      O Ozzy é muito amor mesmo!
      Beijinhos

      Excluir
  9. Aliceeeeeee

    Agora eu quero muito ler esse livro!! Também AMO terror! Quanto mais terror, melhor! Que sinistro isso de a menina chamar a Eliza pelo nome e o sobrenome! hahahaha
    Eu não sabia que esse autor era o mesmo de O Menino do Pijama Listrado, sou muito ruim com nomes, salvo os meus autores preferidos!
    As perguntas que você fez na resenha só me deixaram com mais curiosidade!
    E sobre a foto do seu gato: medo! hahahahhaa

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você curte terror pode ler A Casa Assombrada sem medo de ser feliz! hehehe
      Meu gato é um amorzinho, precisa ter medo não!
      Beijinhos Tami!

      Excluir
  10. Oi Alice!

    Que resenha maravilhosa! Quero muito ler esse livro, tenho lido muitas resenhas positivas sobre ele. Tô bem curiosa, apesar de ser bem medrosa. HAHAHAHHA
    Ozzy é lindão!

    Beijos!

    Cintia
    http://www.theniceage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou Cintia!
      Leia-o mesmo, não é assim tão assustador, mas é muito bom!
      beijinhos!

      Excluir
  11. Heey!
    Eu gosto muito dos livros do John Boyne, mas ainda não li esse hahah. Com certeza vou colocá-lo no meu carrinho na próxima compra, adoro esses livros 'perturbadores' haha
    Abraços!
    Blog - Desbravando o Infinito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai adorar Gui, certeza!
      Beijinhos

      Excluir
  12. Oi Alice!
    Como você consegue dormir depois de ler um livro de terror? Sou daquelas que se impressionam com muito pouco e sempre tenho pesadelos quando vejo um filme mais pesado. No entanto, sua resenha despertou meu interesse, apesar de já estar desconfiando quem são, realmente, essas crianças...
    Parabéns pela resenha e boa sorte com a maratona!!
    Beijos,

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acabo quase sempre "sonhando" com algo que me chamou mais atenção no livro, mas até curto ter algum pesadelo com as histórias, geralmente no sonho eu sei que estou sonhando sabe? Hehehe
      Beijinhos e obrigada!

      Excluir
  13. Oi Alice, conheci o seu blog hoje e já estou seguindo. Mesmo que a história seja um pouco clichê eu daria uma chance, já que adoro o John Boyne!

    Beeijo, Paola
    uma-leitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir