terça-feira, 10 de março de 2015

Resenha: Vinte Garotos no Verão - Sarah Ockler

Título Nacional: Vinte Garotos no Verão

Título Original: Twenty boy summer

Autora: Sarah Ockler

Editora: Novo Conceito

Edição: 1ª edição

Número de páginas: 288 páginas

Ano: 2014

Gênero: Ficção






Sinopse: Quando alguém que você ama morre, as pessoas perguntam como você está, mas não querem saber de verdade.
 Elas buscam a afirmação de que você está bem, de que você aprecia a preocupação delas, de que a vida continua.
 Em segredo, elas se perguntam quando a obrigação de perguntar terminará (depois de três meses, por sinal. Escrito ou não escrito, é esse o tempo que as pessoas levam para esquecer algo que você jamais esquecerá). 
As pessoas não querem saber que você jamais comerá bolo de aniversário de novo porque não quer apagar o sabor mágico de cobertura nos lábios beijados por ele.
 Que você acorda todos os dias se perguntando por que você está viva e ele não. Que na primeira tarde de suas férias de verdade você se senta diante do mar, o rosto quente sob o sol, desejando que ele lhe dê um sinal de que está tudo bem.

Vinte Garotos no Verão nos conta a história de Anna, Frankie e seu irmão mais velho Matt, que além de serem amigos inseparáveis desde crianças são vizinhos e dividem todos os momentos juntos.

Desde seus 10 anos de idade, Anna nutre uma paixão platônica por Matt que no aniversário de 15 anos da garota acaba mostrando que não era um sentimento tão platônico assim quando ele a beija e a partir de então os dois começam um romance escondido.

 Matt pede para Anna manter segredo sobre os dois por um tempo, para que ele possa contar com calma para sua irmã quando os dois estiverem viajando no verão, em uma praia na Califórnia onde sua família passa as férias.
 Anna e Matt passam um mês se encontrando escondido, e na véspera da viagem de Frankie e Matt, os três sofrem um acidente de carro devido a um problema cardíaco que Matt não sabia ter e o garoto morre fatalmente.


"A partir desse dia tudo o que mais importava em minha existência só...deixou de importar. Eu estava imersa de novo sob as águas, vendo as coisas em câmera lenta, sem som nem contexto, sem sentir, sem me importar. O mundo poderia ter acabado que eu não teria notado. De certo modo, ele acabara mesmo." 

O romance de Anna e Matt é breve, acontece em apenas 20 páginas do livro e o garoto já morre, gostaria de ter tido mais tempo para “me apegar” ao casal e assim sentir mais o sofrimento de Anna ao perder o cara que ela tanto gostava. 
Aliás, acho que esta foi possivelmente a causa da minha total falta de conexão com os personagens, não consegui sentir o luto de nenhum deles pela morte do garoto, conhecemos mais sobre Matt apenas através das lembranças e dos comentários de Anna, de sua irmã e de seus pais, mas pra mim não foi o suficiente para criar um apelo emocional.

Com sua morte precoce, Matt acaba não contando para Frankie sobre seu romance com Anna que decide esconder da amiga o segredo dos dois e tentar enterrar seus sentimentos junto com o garoto.

Um ano após o acidente, Anna viaja com Frankie e seus pais para a praia na Califórnia
 onde eles costumavam ir e as garotas decidem que este será o melhor verão de suas vidas.

 Enquanto Anna vê nesta viagem uma chance de estar mais próxima das lembranças de Matt, Frankie, que depois da perda do irmão vem mostrando um comportamento fútil e despreocupado com tudo ao seu redor, decide que as meninas devem encontrar vinte garotos durante o verão até achar algum de quem realmente gostem. 

O que Frankie não sabe é que o coração de Anna está completamente tomado pelo que sentia por Matt, mas mesmo assim ela concorda com o desafio da amiga e começam as aventuras do verão.

As garotas tentam aproveitar seus dias na ensolarada Califórnia se bronzeando, passeando e conhecendo garotos, mas o luto e o sofrimento pela perda de Matt acabam sempre vindo à tona, e por eles estarem em um lugar que ele amava, a viagem acaba se tornando mais difícil do que a família imaginava que seria.

A narrativa é feita sob o ponto de vista da Anna, os capítulos são curtos, mas nem assim consegui fazer com que a leitura fluísse. 

Não senti empatia por Anna e muito menos por Frankie que se mostra em todo o livro ser uma garota mimada e egoísta, enquanto Anna se deixa dominar pelas vontades e imposições da amiga se tornando pra mim uma protagonista sem sal e sem muita personalidade.

As garotas engatam um romance superficial durante o verão, mas os personagens dos garotos também são pouco explorados então mal os conhecemos.

O livro é claramente voltado para o público adolescente, abordando assuntos como primeiro beijo, briga entre amigas, adolescentes descobrindo sobre o sexo, inseguranças e alegrias juvenis. 

A trama é bem mais leve do que eu supunha pela sinopse e por este motivo me desapontou, foi uma leitura vaga e sem emoção, onde em muitos momentos pensei em desistir do livro e não o fiz esperando por algum acontecimento surpreendente que nunca aconteceu.


Recomendo o livro para jovens adolescentes até uns 20 anos ou para pessoas que realmente gostem de romances neste estilo de dramas da juventude.

Alice

Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Estava tão empolgada com a resenha no começo, achando que era super denso e cheio de emoções e depois... nhénhénhéeeeee...acabou o encanto! Bom saber que a sinopse desse livro engana bem!
    No começo até achei que era um livro que uma amiga tinha comentado um dia, super parecido, e que não lembro o nome... mas não é não, apesar do início da trama ser bem parecido!
    :)

    Bjs
    MaH
    *.*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que não é o mesmo livro Mah? Pode ser que sua amiga tenha gostado e minha resenha te desiludiu kkkk
      Mas sério, levei 2 semanas pra conseguir termina-lo lia 3 páginas e caia no sono com direito a livro na cara e tudo. Muito chatinho!

      Excluir
  2. Eu adorei, muito bacana.
    Beijos
    www.estilogisele.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Alice, tudo bem contigo ???
    Não conhecia o livro mas tenho que confessar que não me interessei por ele. Acho que essa história já está meio batida, essa coisa de dois namorados que se gostam e de repente um dos dois morre me irrita um pouco, se fosse mais romântico ao estilo dos bons e velhos livros antigos dai estaríamos falando a minha língua, hahaha.
    Gostei da sua resenha, adorei ver que você destacou os pontos que não te agradaram tanto, e gostei que foi bem sincera com relação a conexão com os personagens. Acho que eu também não conseguiria me conectar muito com nenhum deles ...

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Ryoko, ta ficando um tanto maçante estes livros parecidos demais, este em especial foi bem chatinho, foi por muito pouco mesmo que não abandonei a leitura!
      beijos

      Excluir
  4. Vinte garotos no verão é um livro tão fofo. Acho bacana como autora trabalho a morte nele, de uma forma leve e mostrou como cada pessoa tem um jeito de superar isso.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Helana, é bem questão de gosto mesmo, vejo tanta gente falando bem dele, mas não conseguiu me cativar, uma pena!
      beijos

      Excluir