quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

RESENHA: Amor em Jogo - Simone Elkeles


Título Nacional: Amor em Jogo

Título Original: Wild Cards

Autora: Simone Elkeles

Editora: Globo Livros

Número de páginas:353

Edição: 1ª edição

Ano: 2014

Coleção: Saga Wild Cards - volume 1








Sinopse: "Ashtyn Parker já está acostumada a ser abandonada, e aprendeu a não se deixar envolver demais em nenhum relacionamento. 
Quando sua irmã mais velha volta para casa, depois de dez anos, com um enteado a tiracolo, ela não quer saber de nenhum dos dois.
 O que Ashtyn não esperava é que o tal garoto mal-encarado e sem nenhum limite seria também... Irresistível.
 Depois de ser expulso do colégio interno em que estudava, Derek Fitzpatrick não teve outra escolha senão ir morar com a esposa de vinte e poucos anos de seu pai, que está viajando pela Marinha. 
Além de ter que aturar a madrasta, ele recebe a notícia de será obrigado a se mudar da Califórnia para sua cidade natal, Illinois.
 A vida não tinha mesmo como ficar pior... Ashtyn se esconde atrás de uma fantasia da vida perfeita: boa aluna, a única menina – e capitã! – do time de futebol americano da escola e namorada do quarterback promissor. Tudo parecia um conto de fadas. 
Ainda assim, ela se sente deslocada, e tem um plano para deixar tudo pra trás e correr em busca da bolsa de estudos em alguma faculdade bem longe de sua vida atual. 
Tudo o que Derek menos quer é participar de mais um drama familiar – já bastam os seus. 
Agora, ele se vê preso a uma casa estranha, com pessoas que não conhece e em uma cidade bem diferente do que está acostumado.
 O que ele não esperava era que aquela garota briguenta e fã de junk food seria capaz de mexer tanto com seus sentimentos. 
Ainda mais ele, tão acostumado a descartar meninas por aí. Para azar – ou sorte!? – de Ashtyn e Derek, o destino ainda guarda mais uma reviravolta na manga.
 Mesmo com hábitos, ideias e sonhos completamente opostos, um desejo incontrolável surge entre os dois e, juntos, eles enfrentarão o desafio de vencer os preconceitos e os tabus da cidade em que vivem, além de seus próprios medos, para se entregarem completamente a uma paixão avassaladora."



A trama do livro acontece em torno de Ashtyn, uma garota que não é nada convencional, afinal, joga em um time de futebol americano onde é a única garota e é muito respeitada por seus colegas de equipe.

A paixão de Ashtyn pelo esporte é seu foco a muitos anos, desde que sua Mãe abandonou sua família, deixando-a para trás pequena, apenas com o Pai e a irmã mais velha que logo sai de casa também.
Sem muita atenção de um Pai bastante ausente, Ashtyn aprendeu desde cedo a confiar somente nela mesma e vê em seus colegas de equipe uma família em quem pode se apoiar inclusive seu namorado Landon, quarterback do time.

As coisas começam a mudar na vida de Ashtyn com o retorno repentino de sua irmã para casa, trazendo junto seu sobrinho Julian de 4 anos e Derek, filho de seu novo marido.
Derek é incrivelmente atraente e misterioso e apesar de negar, Ashtyn sente seu mundo balançar toda vez que ele está por perto.

Ao ser expulso da escola onde estudava Derek não teve escolha ao ter que ir morar com sua madrasta, sua mãe morreu a alguns anos de câncer e seu pai está fora, a serviço pela Marinha.

O convívio entre Ashtyn e Derek é complicado no inicio, pois eles são muito diferentes, vivem se estranhando mas não conseguem negar a atração mútua que sentem um pelo outro. 
Decidem então que é melhor se evitarem ao máximo, e o plano da certo até o dia em que Ashtyn é nomeada capitã de seu time de futebol, o que seria sua maior alegria se não tivesse despertado a inveja de Landon, seu namorado que a partir de então mostra que não a amava como ela sempre imaginou.

Sem o apoio do namorado que a abandona em um momento tão importante, Ashtyn começa a se aproximar cada vez mais de Derek até que não consigam mais cumprir o trato de manterem-se afastados um da vida do outro.
 Mas o que pode acontecer quando um garoto que odeia compromissos se envolve com uma garota que tudo que mais deseja na vida é sentir-se segura, amada e protegida para sempre? Derek tem certeza que não é o cara do “para sempre” de Ashtyn, nunca o conseguiria ser, mas como deixá-la escapar?

Amor em jogo é basicamente um romance adolescente, e embora aborde alguns assuntos como preconceito, abandono e perdas, é de uma forma bem leve para não dizer superficial, não me senti extremamente “tocada” com os dramas dos personagens.

A narrativa é em primeira pessoa e é intercalada entre Ashtyn e Derek, cada capítulo conhecemos a visão de cada um deles sobre os acontecimentos.

O enredo é interessante, mostra dos jovens com problemas em seus passados que devem ser superados e que com a ajuda um do outro podem ter a chance de recomeçar, mas não senti uma conexão muito forte com o romance deles e isso não ajudou a me conectar com a estória.
No entanto, os personagens são cativantes inclusive os coadjuvantes, desde o princípio conseguimos pegar a essência de suas personalidades. Confesso que quem me conquistou mais não foi o casal principal, e sim a avó de Derek, Sra.Worthington, que apesar de a princípio ser uma esnobe, é muito divertida e cativante no final do livro.

Aliás, o livro parece só “pegar no tranco” mesmo em sua parte final, nas últimas 100 páginas que é quando a leitura fica realmente fluida e gostosa, até um pouco corrida demais, eu diria.

É uma leitura boa para quando você está procurando um “livro distração”, mas, nada muito além disso. Se você gosta de romance adolescente com uma pitada picante mas sem muita carga dramática é uma leitura que você irá adorar.



Alice



Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Achei bem interessante sua resenha, e apesar de ser como você mesmo disse "romance adolescente", não me agradar, fiquei curioso para saber o que acontece com Ashtyn e Derek.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes é bom ler algo mais leve, nem sempre estamos em um momento nom para livros sérios ou densos demais. Não achei uma maravilha de livro mas com certeza vale a leitura. ;)

      Excluir
  2. Oi Alice!
    Não gostei muito da capa desse livro, mas a história parece ser boa para ler em um feriado, sem grandes expectativas. É uma pena que os problemas das personagens tenham sido tratados de forma superficial...
    Bjs
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir